quarta-feira, agosto 10, 2022
No menu items!
spot_img
InícioSemana da Igualdade Racial Mestre Moa do Katendê encerra Novembro Negro da Bahia
Array

Semana da Igualdade Racial Mestre Moa do Katendê encerra Novembro Negro da Bahia

Relembre a trajetória do capoeirista que encerra a programação do Novembro Negro da Bahia, projeto lançado pelo governo do Estado

A Semana da Igualdade Racial Mestre Moa do Katendê, evento realizado pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), acontece nesta quarta (24) e quinta-feira (25), encerrando a programação do Novembro Negro da Bahia, projeto lançado pelo Governo da Bahia.

A abertura oficial será nesta quarta (24), às 9h, no Novotel Rio Vermelho, e na quinta-feira (25) em formato virtual, por meio de salas na plataforma Zoom.

Para você entender a importância do evento, o bahia.ba relembra a trajetória do capoeirista morto em 2018 na capital baiana.

Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Mestre Moa do Katendê, nascido em 29 de outubro de 1954, em Salvador, foi um compositor, percussionista, artesão, educador e mestre de capoeira brasileiro.

Mestre Moa deu início ao seu contato com a capoeira aos 8 anos de idade no terreiro de sua tia, o Ilê Axé Omin Bain. Em 1977, foi campeão do Festival da Canção do bloco Ilê Aiyê, primeiro bloco afro do Brasil e uma das expressões culturais do Carnaval de Salvador.

Ele fundou em 1978 o “Badauê”, um ritmo de afoxé que se perpetuou na músicas de axé, e em 1995 o “Amigos de Katendê”, Mestre Moa apresentou a cultura baiana da capoeira para todo mundo e se preparava para construir um espaço próprio na comunidade Dique Pequeno, em Salvador.

Mestre Moa foi assassinado com doze facadas pelas costas após o primeiro turno das eleições gerais de 2018. Segundo testemunhas, o ataque foi motivado por discussões políticas, após ele declarar ter votado em Fernando Haddad.

Dentre os presentes na Semana Mestre Moa estão representantes do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN), Fórum de Gestores Municipais de Promoção da Igualdade Racial, Conselho para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais (CESPCT), órgãos da Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa e Centro de Referência Nelson Mandela.

Ouça um registro do afoxé Badauê, fundado pelo Mestre Moa:

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular