Notícias

Jovens brasileiros se tornaram bilionários antes dos 30

Henrique Dubugras e Pedro Franceschi fundaram a Brex, avaliada em US$ 12,3 bilhões

A lista de bilionários antes dos 30 anos da Forbes tem dois brasileiros: Henrique Dubugras, 26 anos, e Pedro Franceschi, 25 anos. A empresa fundada por eles fundaram, a Brex, fintech de cartões de crédito corporativos, foi avaliada pelo mercado em US$ 12,3 bilhões (R$ 62,8 bilhões). Este, porém, não é o primeiro negócio bem-sucedido da dupla.

Em 2014, Dubugras e Franceschi lançaram a Pagar.me, de pagamentos online. A ideia saiu do papel só dois meses depois de eles se conhecerem no Twitter por causa de uma discussão sobre qual editor de texto era melhor na hora de programar.

A startup chamou a atenção do co-fundador da Stone, André Street, que fez um aporte por meio da Arpex Capital e tornou-se mentor deles.

Quando a empresa completou três anos, os sócios foram aprovados para estudar em Stanford, na Califórnia, e decidiram vender a companhia para a já parceira Stone.

Os dois nem concluíram os estudos e criaram a Brex, quando perceberam que existiam várias startups levantando milhões de dólares mas que não conseguiam contratar serviços de cartão de crédito para pagar as contas.

Assim como a Pagar.me, a Brex logo atraiu investidores. Os valores das rodadas de financiamento foram crescendo até a mais recente atingir US$ 300 milhões e levar Dubugras e Franceschi enfim ao ranking de bilionários da Forbes.

A Brex está sediada em São Francisco, na Califórnia, o que facilitou o acesso a recursos: já na primeira rodada captou US$ 7,5 milhões.

A burocracia completa a lista de obstáculos que a dupla teve que superar na primeira empresa. Dubugras conta que, nos EUA, ele e o sócio tiveram menos preocupações e conseguiram “passar 100% do tempo pensando no produto”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com