quarta-feira, agosto 17, 2022
No menu items!
spot_img
InícioPolíticaComissão de Ética da Câmara de Jacobina ouve servidora que acusou vereador...

Comissão de Ética da Câmara de Jacobina ouve servidora que acusou vereador de agressão

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Vereadores de Jacobina ouviu nesta quarta-feira (13) a Diretora de Comunicação do município, Ellen Mascarenhas, servidora municipal que acusou o vereador Valnei dos Anjos (PCdoB) de agressão, no início de junho, durante as comemorações do Santo Antônio na cidade.

À época, Ellen relatou que o vereador estava alcoolizado e a agrediu com socos e empurrões durante o evento. “Eu estava me dirigindo ao estande de alimentação do evento. No caminho, encontro com o vereador e ele foi cumprimentar uma pessoa que estava comigo. Em seguida, ele pisou em meu pé e eu perguntei se ele iria me derrubar. Ele estava alcoolizado e começou a me xingar. Pedi pra ele ficar longe de mim. Daí ele me pegou pelo braço e me jogou numa cerca, me sacudiu e me deu um soco na cabeça”, disse Ellen.

O vereador está afastado dos trabalhos da casa pela própria Comissão de Ética. No entanto, ele segue em agendas políticas ao lado do prefeito Tiago Dias (PCdoB), de quem é ex-assessor e aliado de primeira hora.

Em continuidade à investigação da agressão física, o colegiado recebeu a servidora que contou em detalhes o ocorrido.

De acordo com o portal Augusto Urgente, em relato ao colegiado, Ellen contou que antes da agressão, os dois já teriam se desentendido no evento, quando pediu que o vereador deixasse para tirar foto com uma das atrações no final do show, sendo empurrada pelo edil.

A jornalista relatou ainda que, além da violência física, também houve a psicológica, “se sentindo humilhada” quando o fato foi noticiado em rede nacional e, mesmo assim, o vereador decidiu por emitir uma nota “desmentindo a história”.

“Apenas três vereadores tiveram a consideração de me ligar. Me senti jogada para os lobos, as pessoas estão vendo as imagens e ainda duvidam da agressão. Isso é o reflexo de um país machista e misógino” disse Ellen ao Augusto Urgente.

Apesar de ter sido filmado pelas câmeras de segurança do evento, Valnei dos Anjos emitiu nota sobre o caso, alegando que sempre foi norteado pelo respeito à mulher em toda sua caminhada pessoal e política. Ele afimou ainda que comprovaria sua inocência no caso.

“Sempre repudiei com veemência qualquer tipo de violência; Estou à disposição das autoridades competentes para prestar todo e qualquer esclarecimento”, disse o vereador em nota publicada no Instagram.

O vereador segue afastado das atividades da Câmara e deverá se reunir em breve com a Comissão de Ética, onde dará sua versão no caso e, a partir daí, os membros poderão julgar o processo. Valnei poderá até ter o mandato cassado, caso a Mesa Diretora decida.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular